Voltar para o blog

3 dicas para investir em treinamento de LGPD

Roberto Gonçalves
Roberto Gonçalves 25/02/2021
3 dicas para investir em treinamento de LGPD

Legislação


A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) entrou em vigor em 2020 no Brasil. Seu objetivo é promover o armazenamento seguro de todas as informações que as empresas coletam dos seus clientes. Consequentemente, essa legislação vem com uma série de recomendações que as empresas devem seguir, no intuito de evitar exposição ou invasão dos dados que elas têm em seus sistemas.

Ao longo deste artigo, falaremos sobre o treinamento de LGPD e de que formas ele pode ser realizado, de modo a maximizar o aprendizado dos colaboradores das áreas de TI e compliance da empresa, por exemplo. Ficou interessado no tema? Continue então a leitura e veja três dicas que separamos para você!

Importância de fazer o treinamento de LGPD

Como falamos há pouco, é fundamental que profissionais de TI e compliance façam o treinamento em LGPD. Por se tratar de uma regulação que entrou em vigor recentemente, há muitas informações a serem absolvidas, cabendo ao setor de Recursos Humanos lançar mão das melhores práticas, de modo a promover o pleno aprendizado.

Outro cuidado que o RH precisa ter é em relação ao fato de existirem vários treinamentos diferentes de LGPD, a depender da área em que o profissional atua. Nesse sentido, os temas mais abordados nos treinamentos são:

  • consentimento para o tratamento de dados;
  • definições e conceitos fundamentais;
  • requisitos e princípios para tratamento de dados pessoais, inclusive os sensíveis;
  • segurança;
  • governança;
  • direitos do titular.

Acompanhe as subseções a seguir e veja três dicas que o RH da empresa pode adotar na hora de promover o treinamento de LGPD!

1 . Gerar debates interessantes

Por se tratar de uma nova legislação, é preciso garantir que os conceitos e dispositivos contidos na LGPD sejam devidamente assimilados e implementados na rotina empresarial. Nesse sentido, os debates são uma excelente alternativa, pois promovem o intercâmbio de conhecimentos, de modo a consolidar o aprendizado.

2. Promover jogos e interações

O uso de plataformas de jogos pode facilitar bastante o aprendizado dos colaboradores sobre a LGPD. Profissionais podem interagir com outros e fazerem duelos de perguntas e respostas, por exemplo. Vale ainda salientar que esse aprendizado por meio de jogos, também conhecido por gamificação, precisa ser feito de forma contínua, no intuito de maximizar o entendimento dos colaboradores.

3. Avaliação do aprendizado

De nada adianta promover o melhor treinamento em LGPD se o aprendizado dos colaboradores não for medido. Por meio da escolha de métricas, é possível avaliar se os conceitos e dispositivos da LGPD estão sendo corretamente aplicados nas rotinas internas da empresa. Além disso, é importante coletar o feedback dos profissionais, de modo a saber se ajustes precisam ser feitos nos próximos treinamentos.

O treinamento de LGPD ajuda os colaboradores a colocar em prática os conceitos referentes a essas leis. Vale reforçar que esse aprendizado deve ser contínuo, principalmente em setores como o de TI, que lidam mais diretamente com os dados dos clientes em posse da empresa, bem como documentos corporativos.

Agora que você entendeu a necessidade de treinar os colaboradores para aplicar os princípios de proteção de dados no ambiente empresarial, confira este artigo sobre a GPDR!



Gostou? Inscreva-se e receba novidades!

Roberto Gonçalves
Escrito por

Roberto Gonçalves

Conecta tudo e todos dentro da eBox. É especialista em Logística e Gestão de Processos Gerenciais. Vem liderando desafios há pelo menos 15 anos nas maiores empresas do ramo.

Confira outros artigos

Como aplicar treinamentos sobre organização na empresa?

Organização

Como aplicar treinamentos sobre organização na empresa?
Leia mais
Assinatura eletrônica de documentos: guia completo para você entender

Tendências

Assinatura eletrônica de documentos: guia completo para você entender
Leia mais